Recursos do Ministério da Saúde são destinados a 43 municípios para reforçar a atenção hospitalar e domiciliar, serviços de hemodiálise, novos leitos de UTI, serviços de saúde mental e ambulâncias.

A população de Santa Catarina será beneficiada por meio de reforço financeiro do Governo Federal destinado à rede de saúde pública, no estado. O investimento é de R$ 30,4 milhões de recursos adicionais para ampliar a oferta de serviços de hemodiálise, de atenção domiciliar, habilitação de novos leitos hospitalares, fortalecimento da Rede Cegonha e acolhimento das gestantes e bebês, habilitação e qualificação de UPAs, além da ampliação, qualificação e renovação da frota do SAMU 192. O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, durante agenda na capital catarinense, no Centro Integrado de Cultura, nesta segunda-feira (25). Ainda em Santa Catarina, ele visitou o Hospital Regional Homero de Miranda Gomes para conhecer as instalações da UTI, centro cirúrgico, hemodinâmica e o setor ambulatório da unidade, no município de São José.  

Para o ministro Henrique Mandetta, a liberação dos recursos  reforça o compromisso da pasta com a população catarinense. " Esse reforço servirá para melhorar o atendimento e ampliar a assistência em saúde no estado de Santa Catarina ao fortalecer o funcionamento dos serviços em diferentes áreas, como ortopedia, cirurgias eletivas, urgência e emergência, entre outros. Além de atender o pleito dos gestores e aproximar o Teto MAC de Santa Catarina com o da média nacional”, destacou o ministro.

Do total de recursos, R$ 6,9 milhões são para estabelecimentos de gestão estadual e R$ 21,2 milhões para serviços geridos por municípios. Também estão reservados R$ 20 mil, em parcela única, para o município de Caçador referentes à implantação de serviço de coleta de órgãos e tecidos para transplante. Para Florianópolis, serão destinados R$ 164,4 mil para três estabelecimentos de saúde de gestão estadual (Hospital Universitário, Hospital Governador Celso Ramos e Maternidade Carmela Dutra) para serviços de hemodiálise e incentivo a iniciativa hospital Amigo da Criança.

Durante o evento, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta anunciou reforço para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e fez entrega de ambulâncias. A cidade de Bela Vista do Toldo será habilitada para o SAMU 192 e os municípios de Lourenço do Oeste e Criciúma serão qualificados para o serviço, com repasse total de R$ 474 mil.  Outros 13 municípios terão renovação de frota de ambulâncias, que foram doadas pelo Ministério da Saúde. Cada veículo custou R$ 172 mil, totalizando R$ 2,2 milhões. As cidades contempladas são: Alfredo Wagner, Biguaçu, Bocaina do Sul, Campos Novos, Forquilhinha, Garopaba, Imbituba, Laguna, Quilombo, São Carlos, Sombrio, Turvo e Videira.

NOVOS SERVIÇOS

O Ministério da Saúde amplia a oferta de serviços de Hemodiálise em 19 instituições hospitalares para os municípios de Balneário Camboriú, Blumenau, Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joaçaba, Joinville, Mafra, Rio do Sul, São Bento do Sul, São Miguel do Oeste, Timbó e Xanxerê. Já os municípios de Brusque e Lages reforçarão a Atenção Domiciliar com a habilitação de Equipe Multiprofissional de Apoio e Equipe Multiprofissional de Atenção Domiciliar.

Na Saúde Mental, serão habilitados 17 leitos, três CAPS e dois Serviços Residencial Terapêutico.  As cidades beneficiadas são: Araquari, Barra Velha, Ouro, Criciúma, Joinville, Lindóia do Sul, Praia Grande e Três Barras.

ASSISTÊNCIA HOSPITALAR

Os municípios de Caçador e Criciúma serão habilitados com Unidades de Ponto Atendimento (UPA). Rio do Sul e Videira recebem qualificação para o mesmo serviço. Hospitais dos municípios de Criciúma, Brusque, Ibirama, Joinville e Mafra serão habilitados com UTI Adulto. O Hospital Nossa senhora da Imaculada Conceição, no município de Nova Trento, terá 25 leitos de Unidade de Internação em Cuidados Prolongados (UCP).

No atendimento às gestantes a população de Lages poderá contar com o programa Casa de Gestante, Bebê e Puérpera (CGBP). Em São José, as gestantes contarão com leitos reservados à pacientes de alto risco. Os municípios de Blumenau e Xanxerê terão habilitação para Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal Canguru e Convencional.

Na assistência hospitalar serão requalificados também, os leitos de retaguarda nos municípios de Biguaçu (5), Branco do Norte (2) e Sombrio (5). Esses leitos são utilizados para encaminhamento de pacientes de complexidade intermediária - com quadro clínico hemodinamicamente estável, sem risco iminente de morte, e sem possibilidade de alta no momento do encaminhamento - avaliados pelos vários Serviços de Urgência e regulados pelo SAMU.

Outra inciativa importante para as cidades de Blumenau e Florianópolis são os estímulos para o programa Incentivo Hospital Amigo da Criança. A instituição credenciada IHAC vinculada ao SUS, recebe pagamento diferenciado: 40% a mais em atendimentos pré-natal e 10% na assistência ao parto.

Confira a tabela completa, clicando aqui.

Com informações do Portal do Ministério da Saúde (25/02/2019)