Logo ABIIS

Leia também

Ministério da Saúde financia a construção de 14 Centrais de Regulação SAMU 192

Com um investimento de R$ 112,8 milhões, novas centrais impactarão mais de 6 milhões de brasileiros.

Por meio do Novo Programa de Aceleração do Crescimento (Novo PAC) – Eixo Saúde, o Ministério da Saúde financiará a construção de 14 Centrais de Regulação (CRUs) SAMU 192 em 14 municípios. Todas as CRUs receberão ambulâncias necessárias para assistir a região de sua abrangência, totalizando 187 novas ambulâncias. O projeto receberá em torno de R$ 112,8 milhões em investimentos.

Segundo Mirela Pissatti, arquiteta responsável pelo projeto, os espaços foram planejados em um layout que favorece o trabalho da equipe de regulação. “As CRUs foram planejadas para otimizar o tempo e salvar vidas. Projetamos uma base centralizada no complexo onde o serviço de atendimento e as ambulâncias, estando em espaço anexo, trarão mais agilidade na assistência à população”, explica ela, complementado que áreas de convivência e de descompressão foram projetadas, especificamente, para os profissionais da linha de frente que atuam em estado de alerta.

Para Henrique Chaves, diretor de programa da Secretaria Executiva (SE) do Ministério da Saúde, a construção das CRUs vai promover a universalização da cobertura SAMU 192 no país, política criada há mais de 20 anos no primeira gestão do presidente Lula, além de melhorar o atendimento pré-hospitalar de urgência e emergência.

“Regulação e atendimento no mesmo espaço diminui o tempo de socorro, o que evita filas e espera nas unidades de emergência”, afirma Henrique.

Projetos arquitetônicos e de engenharia

Os projetos arquitetônicos e de engenharia das Centrais de Regulação SAMU 192 serão disponibilizados pelo ministério para facilitar a execução das obras e instalação dos equipamentos, colocando-os à disposição da população rapidamente.

O conjunto de materiais disponibilizado será composto pelos projetos de arquitetura e engenharia em nível executivos com seus respectivos memoriais, caderno de encargos e especificações e planilha orçamentária. Todos os projetos foram elaborados em metodologia BIM.

Com informações do Portal Gov.br – 14.06.2024