A medida permite aumentar número de leitos e ampliar a oferta de cirurgias cardiovasculares no Instituto Nacional de Cardiologia (INC).

 

O ministro da Saúde, Gilberto Occhi, participou nesta segunda-feira (06) da inauguração da ampliação e revitalização da Unidade CardioIntensiva e da área de Hemodinâmica do Instituto Nacional de Cardiologia (INC) do Rio de Janeiro (RJ). Foram investidos aproximadamente R$ 950 mil em obras e aquisição de equipamentos para a ampliação. A medida permite aumentar o número de leitos de quatro para sete na Hemodinâmica, além de ampliar a sala de comando e de coordenação de enfermagem. A expectativa é qualificar a oferta de serviços, com mais segurança e qualidade de atendimento à população. Após a reforma das unidades de terapia intensiva, será possível também ampliar a oferta de cirurgias cardíacas no INC.

Referência no tratamento de alta complexidade em doenças cardíacas, o Instituto Nacional de Cardiologia atua há mais de 40 anos com destaque em procedimentos hemodinâmicos, cirurgias cardíacas de alta complexidade, incluindo as neonatais. O INC é o único hospital público que realiza transplantes cardíacos em adultos e crianças no estado do Rio de Janeiro e o segundo que mais realiza cirurgias de cardiopatias congênitas no Brasil. Em 2017, a unidade realizou 10 transplantes de coração. Até julho de 2018, foram 12 transplantes.

O Instituto de Cardiologia ainda possui programas de residência médica, enfermagem e farmácia, além de cursos de pós-graduação que abrangem diversas áreas de atuação cardiovascular, como hemodinâmica, ecocardiografia e perfusão em cirurgia cardíaca. Na unidade são realizadas, em média, 80 cirurgias por mês entre adultos e crianças. O INC possui 160 leitos, sendo 55 de UTI.

 

 

Com informações do Portal do Ministério da Saúde (06/08/2018)