Armando Queiroz Monteiro Bisneto - Coordenador da campanha de Moro, Bruno Boldrin Bezerra - Vice-presidente da ABIIS, Sergio Moro pré-candidato a presidência da republica, Carlos Eduardo Gouvêa - Diretor executivo da ABIIS, José Márcio Cerqueira Gomes - Assessor em Relações Institucionais da ABIIS.
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Em reunião com o pré-candidato Sergio Moro, ABIIS apresenta propostas para aprimorar o complexo industrial da saúde

Encontro faz parte da Agenda Saúde 2022/2030 – Dispositivos Médicos, para apresentar os desafios e propostas da saúde às lideranças públicas e candidatos à Presidência da República

O pré-candidato do Podemos à Presidência da República, Sergio Moro, recebeu a diretoria da Aliança Brasileira da Indústria Inovadora em Saúde (ABIIS), nesta quinta-feira (17/02), em São Paulo, para debater a saúde como indústria estratégica no desenvolvimento do Brasil. Participaram o presidente do Conselho de Administração, Bruno Boldrin Bezerra, o vice-presidente, Carlos Eduardo Gouvêa, o diretor executivo, José Márcio Cerqueira Gomes, o coordenador da campanha de Moro, Luis Felipe Cunha, e a advogada e esposa do pré-candidato, Rosangela Wolff Moro.

“Atualmente existem registrados na Anvisa mais de 80 mil produtos entre equipamentos, materiais de uso médico-hospitalar e diagnósticos in vitro. Como todas as decisões precisam ser baseadas em evidências, estamos à disposição para fornecer dados e contribuir na elaboração das propostas de governo”, afirmou o diretor executivo da ABIIS.

Bruno Boldrin Bezerra citou medidas adotadas por Estados Unidos, Europa e Rússia para priorizar as respectivas cadeias de suprimento na saúde, após a pandemia ter gerado escassez de dispositivos médicos essenciais em todo o planeta; e defendeu que o Brasil precisa ter capacidade produtiva interna, seja de capital estrangeiro ou interno, para suprir a demanda do SUS e também ser autossuficiente em momentos de dificuldade como na crise sanitária da Covid-19. “O setor saúde sendo colocado como pilar estratégico do país, estamos falando de inovação e pesquisa para desenvolvimento de novos produtos e de capacidade industrial que gera empregos de qualidade”, salientou.

O vice-presidente da ABIIS reforçou que “o Brasil precisa produzir de forma inteligente, ou seja, alinhado com grandes cadeias globais, mas se posicionando de uma forma a não faltar o suprimento”, disse Gouvêa.

Sergio Moro reconheceu a importância da tecnologia na área da saúde e afirmou que as propostas serão analisadas oportunamente pelos coordenadores do programa de governo. “Isso tangencia um tema importante para nós, que é o desenvolvimento industrial brasileiro, que precisa ser retomado em vários setores”, finalizou.

O projeto Agenda Saúde 2022/2030 – Dispositivos Médicos teve início no ano passado com o lançamento do livro ‘Desafios e Propostas para o Setor de Dispositivos Médicos no Brasil’. A ABIIS quer contribuir para o debate público nacional e defende junto aos pré-candidatos à Presidência da República e outras lideranças que o setor de dispositivos médicos deve ser priorizado no país. Em dezembro, a diretoria se reuniu com o pré-candidato do Novo, Luiz Felipe d’Avila.

Últimas Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.