Queiroga
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Em evento do CNJ, Queiroga reforça importância dos pareceres técnicos em decisões judiciais sobre saúde

Marcelo Queiroga afirmou que o Ministério da Saúde tem colaborado com o Poder Judiciário por meio do fornecimento de análises técnicas sobre pautas judicializadas

A cooperação entre saúde e justiça para o desenvolvimento do acesso à saúde. Esse foi o tema da IV Jornada de Direito da Saúde – Plano Nacional para o Poder Judiciário, realizada pela Conselho Nacional de Justiça (CNJ), nesta quinta-feira (9), com a participação do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Ele defendeu o acesso à saúde pública de qualidade para todos os brasileiros, conforme o que estabelece a Constituição Federal de 1988.

Nas palavras do ministro é fundamental observar as evidências científicas e o impacto econômico que as novas tecnologias trazem ao sistema. Ele ressaltou que o Ministério da Saúde tem colaborado com o Poder Judiciário por meio do fornecimento de análises técnicas sobre pautas judicializadas.

“Ao longo de uma década a Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias em Saúde no SUS (Conitec) tem ampliado o acesso qualificado de medicamentos e procedimentos. Assim, é possível sopesar os reais benefícios de políticas públicas, considerando interesses coletivos e individuais”, explicou.

O ministro ainda ressaltou o papel dos Núcleos de Apoio Técnico do Judiciário (Nat-SUS) para o embasamento de decisões judiciais amparadas em critérios científicos.

Queiroga afirmou que o ministério está aberto ao diálogo e que o governo do presidente Jair Bolsonaro não medirá esforços para implementar políticas públicas para a promoção da equidade e do acesso universal à saúde. Essas são diretrizes definidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Com informações do portal gov.br (09/09/2021)

Últimas Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *