noticia-ANS
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Aliança Nacional para o Parto Seguro e Respeitoso é lançada com participação da ANS

Evento, promovido pela Sobrasp, reuniu 40 instituições em torno da causa, que visa combater a mortalidade materna.

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) participou, na noite desta terça-feira (17/08), do evento de lançamento da Aliança Nacional para o Parto Seguro e Respeitoso, promovido pela Sociedade Brasileira para a Qualidade do Cuidado e Segurança do Paciente (Sobrasp). A iniciativa, que reúne cerca de 40 entidades comprometidas com a assistência materna neonatal, está alinhada com a campanha deste ano da OMS, que visa combater a mortalidade materna, que é um dos problemas mais graves no mundo e no Brasil.

“Temos vários números, que a própria OMS relata, de 830 mulheres que morrem por dia de causas evitáveis, relacionadas à gravidez e ao parto, milhões de bebês morrem todos os anos logo após nascerem. Estamos frente a um problema de saúde pública gigante. E isso é tão mais difícil, porque nós sabemos que boa parte dessas mortes tem um sentido de evitabilidade. E é por isso que nós nos juntamos nesse movimento”, destacou o presidente da Sobrasp, Victor Grabois, durante a abertura da solenidade.

A gerente de Estímulo à Inovação e Avaliação da Qualidade Setorial da ANS, Ana Paula Cavalcante, enfatizou a importância da Aliança Nacional. E relatou que o trabalho da Agência está alinhado aos objetivos dessa iniciativa. 

“A campanha por partos mais seguros e respeitosos contribuirá para ampliar as ações da ANS, que já tem desenvolvido, desde 2015, o Movimento Parto Adequado, com o objetivo de estimular uma melhor experiência de parto e nascimento para mulheres e bebês na saúde suplementar. Então, é uma enorme honra estar aqui com vocês no lançamento desse movimento tão importante”, disse Ana Paula.

Já o secretário estadual de Saúde do Rio de Janeiro, Alexandre Chieppe, representou o Conselho Nacional de Secretários de Saúde. Em seu discurso, ressaltou a importância da ação da Sobrasp. “O mundo precisa lidar com essa questão rapidamente, e o Brasil está dando um passo muito importante nesse sentido. No Rio, os indicadores ainda estão muito ruins em termos de mortalidade materna, estamos na sexta pior posição. Isso nos coloca um desafio muito grande e, por isso, nosso apoio é integral a essa campanha”, declarou o secretário.

Durante a solenidade, que foi transmitida pelo canal da Sobrasp, no Youtube e em suas redes sociais, foram anunciados os membros do conselho científico e apresentada a logomarca e a identidade visual da Aliança Nacional, seu hotsite (aliancapartoseguro.org.br) e o primeiro vídeo oficial de sua campanha, intitulada “Aja Agora para um parto seguro e respeitoso”, que ficará no ar até o mês de setembro.

“Esse slogan não fala apenas do aspecto da segurança, da adoção de práticas seguras, mas de outro aspecto importante: o respeito, que inclui o acolhimento, a escuta. Compreende o enfrentamento de desigualdades, como a questão do racismo. Há um conjunto de questões em torno dessa campanha, tornando a ação urgente”, acrescentou Grabois pela Sobrasp.

Como um movimento concreto, fruto da Aliança Nacional, no dia 17 de setembro, Dia Mundial da Segurança do Paciente, o novo coletivo vai entregar uma carta, com medidas de redução da mortalidade materna e neonatal, a líderes dos poderes Executivo e Legislativo nacionais e às esferas estaduais.

“Reconhecemos que é preciso empoderar, informar, fazer com que essa causa seja abraçada, reconhecida e explicitada por todos os brasileiros. O nosso objetivo não é apenas nos dirigir aos profissionais da saúde, mas aos gestores e, fundamentalmente, às mulheres, às famílias e à população em geral”, concluiu Victor Grabois.

Com informações do portal gov.br (19/08/2021)

Últimas Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *