noticia-tecnologia-02
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Anvisa promove encontro com SNVS sobre tecnovigilância

Novo encontro com Vigilâncias Sanitárias do país dá continuidade às discussões sobre o monitoramento da pós-comercialização de produtos.

A Anvisa se reuniu, na última terça-feira (14/4), com representantes do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS) para discutir ações de tecnovigilância, sob a perspectiva de uma atuação conjunta do sistema. O encontro foi coordenado pela Gerência-Geral de Monitoramento de Produtos Sujeitos à Vigilância Sanitária (GGMON).     

Na ocasião, a representante da Superintendência de Vigilância Sanitária do Rio de Janeiro (Suvisa-RJ), Christiane Trigueiros, compartilhou a experiência e o fluxo de trabalho das análises de queixas técnicas oriundas do sistema Notivisa relacionadas aos produtos para saúde.      

Na sequência, os participantes debateram sobre a necessidade de harmonização e padronização das análises das notificações de queixas técnicas e eventos adversos dos produtos para saúde notificados no sistema.      

Durante o encontro, também foi apresentado pela Gerência de Tecnovigilância (Getec), o perfil das notificações envolvendo seringas e agulhas hipodérmicas, no contexto da vacinação da Covid-19, dando destaque para as ações vindouras de monitoramento desses produtos.       

Por fim, a Anvisa reforçou a importância da continuidade desses encontros, no intuito de fortalecer a tecnovigilância, por meio de uma ação conjunta do SNVS.      

Saiba mais         

A tecnovigilância é o sistema de vigilância de eventos adversos e queixas técnicas de produtos para a saúde, na fase de pós-comercialização, com vistas a recomendar a adoção de medidas que garantam a proteção e a promoção da saúde da população. A tecnovigilância tem como objetivo a segurança sanitária de produtos para saúde depois de sua comercialização. Esse monitoramento engloba equipamentos, materiais, artigos médico-hospitalares, implantes e produtos para diagnóstico de uso in vitro.

Com informações do portal gov.br (16/04/2021)

Últimas Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *